outubro 24, 2007

Ausência

Procuro-te.
[E não te encontro.]

Para onde vão teus passos,
que de mim se afastam?

Sigo-te,
pela escuridão,
que me envolve...
Mas não te alcanço.

Sigo-te, na ânsia de te encontrar.
Estendo os braços,
mas não te alcanço.

Para onde os beijos que trocámos,
para onde as carícias que fizemos,
para onde o amor que matámos?

15 comentários:

Fernanda e Poemas disse...

Olá Carol, lindo poema!
Parabéns,
Muitos beijinhos,
Fernandinha

Daniel J Santos disse...

cada vez me surpreendes mais, grandes momentos de poesia.

LUA DE LOBOS disse...

as ausencias são um tormento para quem as sente
xi
maria de são pedro

Vladimir disse...

há ausências tão presentes....lindoooooooooo

adrianeites disse...

é dificl lidar com a ausência.. terrível até..

bom poema!

Rui Caetano disse...

A ânsia de encontrar é que não nos permite desistir. Devemos seguir sempre o nosso rumo em direcção a um horizonte que será construído por nós mesmo. O AMOR ha-de voltar.

Crítica e denúncia disse...

Incrível mas a verdade é que o sentimento que fica quando o amor não está mais é uma mistura de tritesa e saudade, talvez melancolia de sonhos quebrados, desraizamento, vazio, indagações...

Fica sem sentido a vida quando o amor se vai.

Venho te convidar a comentar um post sobre "conviver com as diferenças" que coloquei no meu blog, também tenho um blog de poesia que a amiga não conhece, chama-se "Sentidos"

Beijo grande.

Alda

Miss Vader disse...

Ó tia, não sabia que eras como o Camões, uma poeta.

Carol disse...

Ó Miss Vader, isto da escrita corre-nos no sangue! Não temos como fugir!
Cá entre nós, tu também tens qualquer coisa de pala no olho...lol

O Árabe disse...

E pode-se matar o amor, Carol? Ou apenas trocá-lo de pessoa? :) Belos versos!

Carol disse...

Acho que sim, Árabe... Às vezes, as pessoas, com as suas mesquinhices (os cíumes exagerados, o controle, as desconfianças) e a sua desatenção, deixam cair a relação na rotina e ser «afogada» pelos problemas do dia-a-dia. Isso pode matar o amor e afastá-las.

Sei que existes disse...

Espero que essa ausência termine rapidamente!...
Beijocas grandes

Menina do Rio disse...

VENHO A PEDIDO DE ALDA DO BLOG CRÍTICAS & DENÚNCIAS, SOLICITAR QUE SEJA ENVIADO O EMAIL DESTE BLOG PARA QUE POSSAS TER ACESSO ÀS CONTAS DO S.O.S. MISÉRIA. CASO JÁ TENHAS ENVIADO, FAVOR DESCONSIDERAR ESTE AVISO.

O email para o qual deves enviar o vosso é:

s.o.s.miseria@hotmail.com

Fica desde já o meu beijo e votos de um belíssimo final de semana!

Menina do Rio

Metamorfose disse...

Boa poesia, uma procura insana do amor, o eterno dilema do ser humano.

Beijinhos e bom fim de semana.

Um Momento disse...

Lindo, lindo
Para onde um olhar?...
Deixo um beijo com o desejo de um bom fim de semana
(*)