outubro 27, 2007

Para Ti

É o teu rosto que procuro
por entre a multidão,
sem que lhe conheça os traços ou o sorriso.
É da tua presença que necessito
em momentos de angústia ou intimismo cruel.
É o teu corpo que me aquece no frio da solidão.
É o teu olhar que ilumina a minha vida
e me indica o caminho para dentro de mim.

14 comentários:

Miss Vader disse...

Carol gosto muito das tua poesia. E este beijinho é para ti!

SILÊNCIO CULPADO disse...

Mas nunca te dês por completopara que tenhas retorno.
Lindo poema.

Vladimir disse...

Qual é a sua opinião sobre a desconfiança?

Carol disse...

Miss Vader: O teu comentário de hoje foi o mais importante de todos os que já foram aqui deixados! Fizeste-me muito feliz e esse beijo, para mim, vale ouro!

Silêncio: Na verdade, chego muitas vezes à conclusão de que dou demais, porque me dou por completo. Mas, acredita, prefiro ser assim e ter o privilégio de sentir.

Vladimir: Essa pergunta tem muito que se lhe diga...
Nunca fui desconfiada, mas a vida e algumas pessoas tornaram-me mais arisca, no sentido em que não baixo as defesas facilmente.
No entanto, não acredito em relações em que haja lugar à desconfiança, sejam elas de trabalho, amizade ou amorosas.

Sei que existes disse...

Que nunca percas esse sentir!
Beijo grande

Daniel J Santos disse...

Para já continuas com excelente poesia.

Consigo sentir as tuas palavras, identificando-me com elas.

obs.
Parece que andastes em obras, obrigado pelo "apoio".
Se precisares de algo, estou sempre disponível, como estou para o nosso cineasta.

Crítica e denúncia disse...

Carolzinha, vim correndo ao ver tua mensagem para te perguntar: tu me enviastes o teu email? Responda urgente pelo email do sos miséria: s.o.s.miseria@hotmail.com
------------------------------Este poema "Para ti" é lindo menina:

"É o teu olhar que ilumina a minha vida"
Isto é de uma delicadeza à flor da pele.

Bjm

Alda

adrianeites disse...

boa poesia..

boa semana!

O Árabe disse...

Mui belo, Carol. Oxalá todos soubéssemos encontrar o caminho para dentro de nós!...

quintarantino disse...

ò jovem, compra um GPS (rrrsssss)!!!!

Sol da meia noite disse...

Lindíssimo, Carol!

A eterna procura...

*

Luz&Amor disse...

É o teu corpo que me aquece no frio da solidão.
É o teu olhar que ilumina a minha vida

Que lindo poema.
Deixo-te beijos e bons desejos pra semana.
Bjs

Fernanda e Poemas disse...

Olá Carol, lindíssimo!!Beijinhos,
Fernandinha

Eliza disse...

Good post.