maio 20, 2008

Imortalidade - Immortality

A imortalidade não significa nada!
É um conceito vazio, insignificante.
Não a quero,
Não a procuro.
Porque a quereria, meu amor,
Se ela não preenche o vazio dos dias,
A imensidão das minhas noites?
Porque a quereria, meu amor,
Se a teria de viver sozinha?


[English version]


Immortality doesn´t mean a thing!
It's an empty, insignificant concept.
I don't want it,
I don't search for it.
Why would I want it, my love,
If it doesn't fill the void of the days,
The vastness of my nights?
Why would I want it, my love,
If I would have to live it all alone?

23 comentários:

George Townboy disse...

The void of the days, the vastness of my nights ... an incredible poem filled with the symbolism of an empty life!! Awesome, as always!

Carol disse...

George Townboy: What can I say? Your words are too kind, my friend...

Dalaila disse...

imortalmente sempre mortal

JOY disse...

Olá Carol

Bonito e pragmático este poema .


Fica bem
JOY

Sol da meia noite disse...

Imortalizamo-nos, deixando depois de partir, um rasto de Amor...

Bjs

Tiago R Cardoso disse...

Excelente.

R.G. disse...

Lindo...
Boa Semana
Beijo Perdido

DelfimPeixoto disse...

Muito bom mesmo!
Abraço

lusitano disse...

Imortalidade é viver mais para os outros do que para nós, de modo a que sejamos sempre recordação neles e nos vindouros.
Mas também não é desta imortalidade que falas, mas daquela que procura companhia para sempre.
Profundo e bonito.
Abraço

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Carol, excelente... Beijinhos de carinho,
Fernandinha

Blondewithaphd disse...

Hmm, querem lá ver que me anda a (re)ver o Imortal? :)

antonio disse...

A nossa imortalidade também pode ser um inferno...

Adoa disse...

Essa imortalidade tão pouco a quereria se ma dessem..
Feliz é sermos imortais e aproveitar bem a vida.

Beijos, gostei muito!
Bom fim-de-semana.

Carol Barcellos disse...

Realmente, a imortalidade é bem melhor se puder ser compartilhada!
Já pensou poder viver um amor imenso eternamente? Ai, ai...cheguei a sair um centímetro do chão agora... :o)

Beijinhos doces cristalizados!!! :o*

Perla disse...

Mas existem momentos que nos apetece imortalizar...

Beijinho

poetaeusou . . . disse...

*
imortalidade,
o vazio,
da naturalidade,
,
conchinhas
,
*

lua prateada disse...

Sobrevoei nas asas do vento
Parei em teu cantinho
Deixando aqui cair
Todo o meu carinho.

Deixando também a paz
Que de mim emana
E te desejando
Um lindo fim de semana.

Beijinho prateado

SOL

O Árabe disse...

... mas a verdade é que ela existe em nós, Carol! :) Belo poema, bom fim de semana.

adrianeites disse...

bem escrito, nem mais!
bom fim de semana

Carol disse...

DALAILA: Ora nem mais!

JOY: Obrigada!

SOL DA MEIA NOITE:E essa é a melhor das imortalidades!

Tiago: Bolas, que sintético!

R.G.: Desejo-te o mesmo!

DELFIM PEIXOTO: Obrigada pelo elogio e pela visita! Espero que volte.

LUSITANO: Sabe sempre do que eu estou a falar...

Carol disse...

FERNANDINHA: Obrigada, minha linda!

BLONDIE: Nã...

ANTÓNIO: E de que maneira, amigo!

ADOA: Estamos de acordo, então! Obrigada e igualmente!

CAROL: Hum... Que maravilha seria!

PERLA: Sem dúvida!

Carol disse...

POETA EU SOU: Pois é...

LUZ PRATEADA: Gostei muito da tua visita, mas especialmente das quadras! Obrigada!

O ÁRABE: E não é que é mesmo! ;)

ADRIANEITES: Obrigada!

João Castanhinha disse...

Parecia que ouvia "Who wants to live forever" baixinho, suave enquanto ele olhava para o seu amor no leito moribundo...muito bom, congrats.