janeiro 19, 2009

Livrar-me de ti

Quero tirar o teu sorriso do meu rosto

Apagar a tua visão do meu olhar

Lavar o teu cheiro do meu corpo

Eliminar a tua marca da minha alma

E arrancar o teu nome da minha boca.


Quero sentir que sou minha novamente,
Imperatriz de um espaço sem dor e sofrimento!

16 comentários:

Walter disse...

Ler-te fez-me relembrar dum texto que escrevi..."hoje queria isso, apenas isso expulsar-te de mim!"
Oxalá esse teu desejo se concretize!

A Palavra Mágica disse...

Carol,

Parece difícil, mas querer é poder.

Beijos!
Alcides

DANTE disse...

Isso também são problemas com um despertador é? lololololol

Jokas :)

Ferreira-Pinto disse...

?

Joaninha disse...

Estou com o Ferreira...

?

Mas está lindo ;)

beijos

FERNANDA & ASTROLOGIA disse...

QUERIDA CAROL, ´SERÁ MESMO VERDADE, QUE QUERES TIRAR???
UM GRANDE ABRAÇO MINHA AMIGA...
FERNANDINHA

Amor amor disse...

O que posso te dizer é que esperes, e vejas tudo com olhos frios depois de um tempo (não precisa ser muito tempo). Depois disso, é que vais saber com certeza o que queres, e se o que queres vale à pena.
Mas tb não sei se o poema está refletindo a vida real. Se não está, melhor ainda: já és imperatriz!!!

Beijocas doces cristalizadas!!! ;o)
P.S. Saudaaaaaaaaaaaadeeees!!!

Cati disse...

Força nisso então. Querer é poder!

Um beijo*

lusitano disse...

Clap, clap, clap...

Em silêncio bato palmas...

Abraço amigo

JOY disse...

Olá Carol,


Espero que consigas !


Fica bem
Joy

francis disse...

queres mesmo ?

Adoa disse...

O título assustou-me.. mas compreendi!

É sempre difícil saber os limites do eu e doeu com o "outro"...

adrianeites disse...

boa semana!

O Árabe disse...

Isto talvez seja o mais difícil, Carol: ser dono de si mesmo... mas o sofrimento passa, e as alegrias voltam. Sempre. :)

poetaeusou . . . disse...

*
nunca deixes
de seres "tu",
,
conchinhas,
,
*

Teresa Queiroz disse...

dizem que demora....
mas que se consegue.
ainda estou para ver...

gostei