outubro 17, 2007

Imagem

É uma varanda,
banhada pela luz do dia,
que nos oferece o cenário idílico de um mar.
O Sol beija-me as faces
e ilumina os meus cabelos.

Ouço passos.
[ É a tua vez de entrar em cena.]
As tuas mãos percorrem o meu rosto
e os teus braços envolvem o meu corpo.

Assim ficamos:
presos na teia do Tempo que nos enlaça
e imortaliza este nosso amor.

11 comentários:

Sei que existes disse...

Que amor maravilhoso!
Beijocas grandes

O Árabe disse...

Uma bela imagem, de uma bela cena. Porque o amor, realmente, é capaz de parar o tempo... :)

Daniel J Santos disse...

assim vale a pena...

SILÊNCIO CULPADO disse...

Quero informar que Alda Inácio do blogue Crítica & Denúncia, do Brasil, nos propôs,em resultado da "concentração" de ontem no Notas Soltas, criar um blogue universal com um banner para os nossos blogues. Estou em contacto com ela para ver como nos articulamos. Conto contigo para este passo que penso ser de alguma importância e que poderá ser o início de outros que podemos dar. Todas as colaborações são poucas e indispensáveis por isso, se puderes, colabora com as tuas sugestões e ofertas de disponibilidade. É preferível fazermos pouco a nada e, pior ainda, ficarmos parados.Recebem-se sugestões em Silêncio Culpado.
Um abraço

Sol da meia noite disse...

Gostei do poema... da varanda.
Lugar que antecede a entrada num outro lugar... lugar onde a imaginação entra em ansiedade... lugar de espera...

Beijinhos!!!

adrianeites disse...

belo poema.. ficamos "presos na teia" deste poema!

@Memorex disse...

Deixo um belo sorriso a estas belas palavras.

:)

Bom fim de semana luminoso.

Memorex

Whispers in night disse...

Uma linda cena de amor
O mar a testemunhar um momento de paixão
que as mãos que percorrem teu corpo
percorram sempre teu coração
desejos de feliz fim de semana
mil beijos
whispers

Carol disse...

Obrigada a todos pelas vossas visitas e pelas vossas palavras.
Bom fim de semana para todos.

Joshua disse...

Querida Carol, diante do teu IMAGEM, reforça-se-me no íntimo o quanto a poesia é a rainha das Artes.

Disse alguém que as melhores fotografias têm um defeito terrível que as exclui do domínio da Arte: elas não foram pensadas: forçaram o pensamento a partir da oportunidade.

Por isso, é tão Magna a Poesia e bom ter visitado esta tua.

Bjs

joshua

Carol disse...

Joshua, as tuas palavras deixaram-me... sem palavras! Obrigada, amigo.
Bjs.